Quarta-feira, 8 de Julho de 2009

Agora que o A História Devida tem um novo leitor de histórias, o Dinarte Branco, aqui fica uma nota sobre esse pequeno grande projecto. Tudo começou com o Miguel Guilherme a perguntar-me porque é que não fazíamos aquilo que o Paul Auster tinha feito nos Estados Unidos: um projecto nacional de histórias, lidas pelo próprio Auster na rádio pública americana, e depois editadas em livro (na versão portuguesa "Pensei que o meu pai era Deus", edições ASA. Imediatamente organizámos o projecto nas Produções Fictícias. Convidei a Inês Fonseca Santos para o coordenar e apresentámo-lo à RDP, agora RTP. O Rui Pêgo aceitou imediatamente e o programa estreou-se em formato diário na Antena 1, em Novembro de 2005.

O formato era simples, uma história por dia, enviada por um ouvinte, lida pelo Miguel e comentada por ele e por mim.  A Inês escolhia e editava as histórias que nos chegavam de todo o país. A promoção da Antena 1 era esta.

 

Recebemos centenas de histórias, traçando pouco a pouco um verdadeiro mapa da memória individual dos últimos 50 anos. Histórias de infância, de amores e desamores, da guerra, histórias insólitas, cómicas e dramáticas. Fizemos sessões de leitura ao vivo, sempre muito participadas, em que ficámos a conhecer as caras dos autores de muitas  das histórias, e editámos um livro, também na ASA, com uma belíssima capa do António Jorge Gonçalves.

 

Durante uns tempos o Miguel não pôde gravar e fomos tendo leitores convidados, um por semana. Aqui está uma amostra, num painel que faz de mim o Paulo China d'A História Devida.

 


Com o Rui Morrison

 Com a Ana Bola

Com o José Pedro Gomes

Com o Nuno Markl

Com o David Fonseca

Com o Tiago Rodrigues

Com a Márcia Breia

Com o Diogo Dória

Com o Bruno Nogueira

 

Depois o Miguel regressou e fui eu que saí, ficando unicamente como produtor do programa e passando a Inês a acumular coordenação e comentário às histórias. Entretanto o programa passou a semanal (domingos às 13h). Agora que o Miguel teve de se ausentar de novo por questões profissionais é o Dinarte Branco o novo leitor d'A História Devida. Um digno sucessor do Miguel.

 

Quem quiser pode seguir o História Devida aqui ou aqui. Esperamos ainda desenvolver muito este projecto nacional de histórias. Porque toda a gente tem uma história para contar.


Arquivado em:

Nuno Artur Silva às 16:45 | link do post | comentar

Bio Notas biográficas Currículos Fotos Links Acerca E-mail Work Livros Peças Episódios Artigos Ideias Notas Média Rádio English